Surdo de primeira

Com um aro de cerca de 75 cm de diâmetro, é o mais grave dos três. É tocado no tempo fraco da marcação rítmica – no tempo dois.

 

Surdo de segunda

Um pouco mais agudo, possui um aro com cerca de 55 cm de diâmetro e é tocado no tempo forte do ritmo – no tempo um. O fato de o som mais grave ser tocado no segundo tempo, e não no primeiro, é uma característica típica do samba.

 

Surdo de terceira

Por sua vez, com 40 cm de diâmetro, é o mais agudo dos três. Ele executa um ritmo mais complexo, realizando síncopes que preenchem a marcação regular dos outros dois surdos.